Café, pratos apimentados e mais: veja que alimentos ajudam a perder peso


Raquel Lupion 
Nutricionista e professora de Educação Física

Manter a dieta no inverno, a gente sabe, é díficil. Com a chegada do frio, bate aquela vontade de alimentos ricos em carboidratos e gorduras – e de preferência aquecidos. E aquela saladinha crua e gelada não tem muita vez, né? Assim, difícil não ganhar uns quilinhos extras, ainda mais considerando que muita gente passa a se exercitar menos por conta das baixas temperaturas.

E agora? Tem saída! Uma estratégia interessante é a inclusão de alimentos que aumentem a temperatura do corpo, conhecidos como termogênicos. Na verdade, todos os alimentos são considerados termogênicos, pois nosso corpo gasta energia para digerir e utilizar os nutrientes, e, durante o processo, reações química liberam calor. Entretanto, alguns alimentos geram mais termogênese do que outros, e com uma vantagem extra: por estimular o gasto de calorias, podem ser bons aliados na perda de peso quando associados a outras mudanças de hábitos, como alimentação balanceada e prática de exercícios físicos.

Confira os alimentos termogênicos que podem ser seus aliados neste inverno:
Café, chá, guaraná e mais

A cafeína está presente em muitos alimentos, como cacau, chás, café, guaraná, bebidas energéticas, refrigerantes de cola e erva-mate, e é um potente estimulante do sistema nervoso central. Seus efeitos podem ser sentidos minutos após a ingestão e podem durar cerca de três horas. A cafeína gera tolerância, ou seja, precisamos aumentar mais a dose para sentir os mesmos efeitos a longo prazo. Em excesso, pode causar irritabilidade, dores de cabeça, insônia, diarreia, gastrite e taquicardias. A dose segura por dia é de 400mg – uma xícara de café tem cerca de 100mg.



Pimentas

Presente nas pimentas do tipo chilli, a capsaicina é a substância que dá o sabor ardido à pimenta. Assim como a cafeína, ela também atua no sistema nervoso central, estimulando a liberação de adrenalina e noradrenalina, hormônios que estimulam a queima de gordura e aumentam a temperatura do corpo por acelerar o metabolismo. Deve ser evitada por pessoas com problemas gastrointestinais como gastrites, úlceras, esofagite, hemorroidas e refluxo gastroesofágico. A dose sugerida por dia é 3g de pimenta vermelha – quanto mais ardida, mais capsaicina! A dica é colocar em preparações como sopas e molhos.

Gengibre

Um dos componentes do gengibre, o gingerol é a substância responsável pelo aumento da termogênese no nosso organismo. Além disso, tem potente ação anti-inflamatória e auxilia na digestão dos alimentos. Por isso, pode ser um ótimo aliado na perda de peso. Um estudo mostrou que o consumo de 2g de gengibre ao dia gerou aumento da termogênese e diminuição da sensação de fome em homens saudáveis. Experimente adicionar pedaços da raiz no chimarrão, além de ficar uma delícia, associamos a termogênese da cafeína com a do gingerol.

Canela

Também uma aliada no aumento da termogênese, a canela pode ser consumida na sua versão em pau ou em pó, polvilhada sobre frutas, legumes e carnes e também pode ser incluída em chás, sucos e mingaus. Cerca de uma colher de chá de canela em pó já é o suficiente para sentirmos o efeito dessa substância. Além de aumentar a produção de calor do corpo, a canela diminui a vontade de consumir doce, ajudando na perda de peso. Mas atenção especial às gestantes: converse com seu médico antes de consumir, pois a canela pode aumentar as contrações do útero, aumentando o risco de aborto.

OBS: Essas substâncias podem causar reações adversas quando consumidas em excesso. Não consuma indiscriminadamente sem antes consultar um nutricionista, que fará a recomendação adequada para cada pessoa, de forma segura.


Fonte: Revista Donna

Atualizações

Traduzir