Morreu Harry Dean Stanton, o protagonista de Paris, Texas

O actor tinha 91 anos e uma longa carreira no cinema. Trabalhou com Carpenter, Coppola, Scorsese e Lynch.

O actor norte-americano Harry Dean Stanton, que desempenhou papéis em filmes como Paris, Texas, O Padrinho: Parte II, Repo Man ou na série Twin Peaks, morreu nesta sexta-feira aos 91 anos. A informação foi avançada pelo agente do actor, dá conta a Reuters.

John Kelly, agente de Stanton, referiu em comunicado que o actor morreu de forma pacífica num hospital de Los Angeles.

Com uma carreira de 60 anos, Harry Dean Stanton conta com 236 créditos referenciados em filmes ou séries de televisão, tendo trabalhado com realizadores como Ridley Scott (Alien), John Carpenter (Fuga de Nova Iorque, Christine), Francis Ford Coppola (Do Fundo do Coração), Wim Wenders (Paris, Texas), Martin Scorsese (A Última Tentação de Cristo) ou David Lynch (Um Coração Selvagem, Uma História Simples).

Paris, Texas, que arrecadou a Palma de Ouro do Festival de Cannes em 1984, regressou em Fevereiro deste ano às salas de cinema portuguesas numa versão restaurada.

No final deste mês chega às salas norte-americanas Lucky, a última produção a contar com Stanton no elenco. O realizador, John Carroll Lynch, dizia, durante a apresentação do filme no festival de Locarno, que só ouvir o seu “nome pronunciado ao lado do de Harry Dean Stanton” o faz “sentir humilde”. “Ele é um mestre zen”, dizia também o argumentista Logan Sparks. “Ele costuma dizer que ‘adoro não fazer nada e depois descansar um bocadinho’”, revelando que se inspirou na própria vida de Stanton para escrever Lucky.

Para além da carreira no pequeno e grande ecrã, Harry Dean Stanton enveredou também pela música liderando uma banda onde era vocalista e guitarrista, e que se chamava, num primeiro momento, Harry Dean Stanton and the Repo Men. Depois, o nome foi alterado para Harry Dean Stanton Band.

Como lembra a revista Variety, Stanton era amigo íntimo de Jack Nicholson, tendo sido, inclusivamente, padrinho de casamento deste em 1962. Aliás, ambos viveram juntos durante dois anos depois do divórcio de Jackson. O actor desenvolveu também uma relação de amizade com Bob Dylan, tendo participado em Renaldo and Clara, o único filme que Dylan realizou.

Conhecido pelo seu aspecto magro e desmazelado, Stanton nunca foi casado apesar de ter chegado a referir que tinha “um ou dois filhos”, refere a mesma revista. 





Fonte: Pragmatismo Político
Foto: Danny Moloshok/Reuters

Atualizações

Traduzir