Justiça pede interdição de chuveirões de Boa Viagem

A interdição dos chuveirões de Boa Viagem foi pedida desde do dia 19 de abril (quinta-feira)

O Recife terá até 45 dias para providenciar a análise ou reanálise da qualidade da água em todos os chuveiros, poços e quiosques instalados na praia de Boa Viagem, zona sul da cidade. A determinação é da 5ª Vara da Fazenda Pública da Capital, que prevê a interdição todos aqueles que estiverem contaminados com a bactéria Escherichia coli.

No mesmo prazo, o município deverá apresentar os resultados das análises e identificar todas as intervenções realizadas. A decisão judicial atende pedido do Ministério Público de Pernambuco.

A promotora de Justiça de Defesa do Consumidor da Capital, Liliane Rocha, explica que o caso vem sendo acompanhando pelo MPPE desde 2014, quando foi instaurado um inquérito civil para apurar as denúncias de contaminação levantadas por um estudo do Departamento de Engenharia Química da UFPE.

Os pesquisadores identificaram a presença da bactéria Escherichia coli, que é um indício de contaminação por fezes, em 78 chuveirões da orla de Boa Viagem.




Fonte: Jornal Destak

Atualizações

Traduzir