Mestres da poesia popular narram suas histórias no Recife

Inscrições são gratuitas. Atividade estará compartilhando saberes de mestres com foco na poesia oral de improviso, contando com apoio do Governo de Pernambuco, por meio do Funcultura.

Mestre João Paulo é um dos participantes do primeiro encontro, no qual estará explanando suas criações e a experiência há mais de 30 anos a frente de maracatus da Mata Norte. (Foto divulgação)

As variantes poéticas do Maracatu de Baque Solto serão aprofundadas pelo mestre João Paulo, do Maracatu Leão Misterioso de Nazaré da Mata, e pelo poeta popular, violeiro e coquista, mestre Bio Caboclo, no primeiro encontro que acontece na tarde de sexta-feira (30). O debate também contará com a participação especial do terno do Maracatu Cambindinha de Lagoa de Itaenga, além de um desafio de oralidade que será realizado entre os mestres ao final da rodada. Já no sábado (31), o ciclo continua, abordando a cantoria de viola com o mestre de maracatu Zé Galdino e o repentista Edmilson Ferreira. O coco de roda, a ciranda e o aboio também entrarão na pauta do projeto, a partir do mês de novembro.

Edmilson Ferreira, repentista há mais de 25 anos e pesquisador, será um dos participantes do encontro sobre cantoria de viola

Os encontros são gratuitos e terão a mediação do cantador e poeta pernambucano Adiel Luna. Para participar da plateia, com o limite de 80 vagas, é necessário preencher o formulário online: goo.gl/forms/dsYKI1TMeQ .

Serviço:
Ciclo de Debates Papo de Mestres 
30/10 – Maracatu de Baque Solto, com João Paulo e Bio Caboclo
31/10 – Cantoria de viola, com Zé Galdino e Edmilson Ferreira
06/11 – Coco de Roda, com Zé Teté e Rouxinol Pereira
07/11 – Ciranda, com João Limoeiro e João da Guabiraba
08/11 – Aboio e Toadas de Gado, com Cícero Mendes e Chico Justino
Local: Teatro da Caixa Cultural Recife (Av. Alfredo Lisboa, nº 505, Bairro do Recife)
Horário para inicio de cada encontro: a partir das 15h


Acesso gratuito

Atualizações

Traduzir