Bolsa sobe 1,86% e tem maior nível em 3 semanas, puxada por Vale e bancos

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em alta de 1,86% nesta quinta-feira (18), a 54.238,59 pontos. É o maior nível em mais de três semanas, desde 25 de maio, quando o índice teve pontuação de 54.609,25.

Na véspera, a Bolsa havia caído 0,84%, a 53.248,54 pontos

As ações da mineradora Vale e de bancos, com grande peso no Ibovespa, puxaram a alta do dia. 

Os papéis ordinários da Vale (VALE3), com direito a voto em assembleia, ganharam 4,78%, a R$ 20,40. Os preferenciais (VALE5), com prioridade na distribuição de dividendos, se valorizaram 3,2%, a R$ 17,39.

O Bradesco (BBDC4) avançou 3,75%, a R$ 28,76. O Banco do Brasil (BBAS3) ganhou 3,24%, a R$ 23,28. O Itaú Unibanco (ITUB4) subiu 2,47%, a R$ 34,78.
Petrobras sobe 2%

As ações da petroleira Petrobras também avançaram no dia, após rumores de que a empresa planeja vender usinas de etanol, com parte do plano de venda de negócios para pagar dívidas.

As ações ordinárias da estatal (PETR3) subiram 2,14%, a R$ 14,80. As preferenciais (PETR4) tiveram alta de 1,9%, a R$ 13,44.
TIM tem maior alta da Bolsa

As ações da TIM tiveram a maior alta do dia, após notícias de que o grupo de mídia francês Vivendi, que deve se tornar principal acionista da Telecom Italia, controladora da TIM, quer vender a empresa de telefonia.

As ações da TIM (TIMP3) subiram 5,72%, a R$ 10,53. 
Dólar fecha quase estável, a R$ 3,059

No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou quase estável, com leve alta de 0,03%, a R$ 3,059 na venda, interrompendo uma série de duas quedas.

No dia anterior, o dólar havia caído 1,21%, a R$ 3,058, no menor valor de fechamento desde 21 de maio, quando valia R$ 3,043.
Bolsas internacionais

As principais Bolsas da Europa fecharam em alta.

Portugal: - 0,01%
França: + 0,27%
Inglaterra: + 0,41%
Espanha: + 0,54%
Itália: + 1,06%
Alemanha: + 1,11%

A maioria das Bolsas da Ásia e do Pacífico fechou em queda.

China: - 3,66%
Austrália: - 1,26%
Japão: - 1,13%
Cingapura: - 0,77%
Taiwan: + 0,31%
Coreia do Sul: + 0,34%



Fonte:Uol/Reuters

Atualizações

Traduzir