Zoológico de Dois Irmãos sem alimentos para os animais

A preocupação com o zoológico ultrapassou os limites do Parque Dois Irmãos. E o que se ouve de profissionais, de reconhecimento acadêmico e científico, é que o zoo vive um quadro senão insustentável, mas a um passo disso. As denúncias são de falta de alimentos para os animais, sobrecarga de trabalho dos profissionais com as novas demandas assumidas pelo parque e de suspensão dos serviços de coleta e destinação de material hospitalar. 

No caso dos animais, os carnívoros, por exemplo, estariam comendo os animais do biotério. Explica-se. Biotério é o local onde bichos são mantidos para experimentos científicos. Entre eles, ratos e rãs. A crise também chegou a esses, que alimentos com restos de rações adquiridos para outras espécies. O motivo do quadro: os fornecedores. 

As empresas deixaram de abastecer o parque, porque estão com os pagamentos atrasados. Isso há pelo menos quatro meses. Dos fornecedores, apenas um, com pagamento em dia, continua repassando frutas. Mesmo assim, a quantidade e os tipos dos produtos seriam poucos para o universo de animais. 

Se nenhuma medida for adotada de imediato pelo estado - o que de fato se espera -, o futuro do zoológico pode vir marcado com o aumento de mortes de animais. Mortes que, segundo as denúncias, são crescentes nos últimos meses.



Fonte: DP

Atualizações

Traduzir