Praias, forte e centro de animais marinhos são os atrativos da Ilha de Itamaracá

Coqueiros, areia fina e água quase transparente são características da praia da Coroa do Avião, em Pernambuco

Débora Costa e Silva

Localizada a 45 quilômetros do centro de Recife, a Ilha de Itamaracá é um destino que oferece atrações diversificadas que vão além do tradicional banho de mar. Recomendado para um passeio de um dia para quem está na capital pernambucana, o local foi uma capitania distinta antes de se integrar ao estado de Pernambuco e também cenário de batalhas entre portugueses e holandeses.

O nome Itamaracá, de origem tupi, significa "pedra que canta" em homenagem a uma pedra furada, que fica na Praia da Pedra do Anel. Pelo o que se sabe da origem da ilha, quando o mar bate nesta pedra, ouve-se um barulho, que de acordo com registros da época, soava "como música".

Além dessa praia, que é mais freqüentada por nativos, há também outras opções como a Praia do Pilar, a Praia do Sossego e a Praia do Forte, onde diversos passeios pela costa da ilha de lancha, catamarã, jangada e banana boat (bóia comprida puxada por uma lancha) são oferecidos por agências de turismo e jangadeiros.

Da Praia do Forte sai uma embarcação para a Coroa do Avião, uma ilhota com o formato de uma asa de avião. O passeio é um dos mais procurados de Itamaracá, pois além de ter belas paisagens no percurso, a ilha é bem tranqüila, serve como um refúgio de toda a agitação das outras praias de Pernambuco.

Há um restaurante na ilha, que oferece uma estrutura ideal para quem quiser passar o dia todo na Coroa do Avião, com lojinha de roupas e artesanato, banheiros, duchas e até uma dupla de repentistas que passa de mesa em mesa cantarolando para os visitantes.

Na mesma praia onde os turistas desembarcam do passeio de catamarã, há outro ponto turístico que pode ser visitado, o Forte Orange. Construído pelos holandeses no século 17 na entrada do Canal de Santa Cruz, ganhou este nome em homenagem a Orange-Nassau, parente de Maurício de Nassau, que governou a colônia holandesa no Nordeste do Brasil, com a capital em Recife, de 1637 a 1644.

O forte foi abandonado e ocupado pelos portugueses após a rendição holandesa e só em 1938 é que foi tombado como patrimônio histórico. Além da construção, feita em taipa de pilão, há alguns canhões no topo do forte, local que serve como mirante para os turistas.

Quem gosta de bichinhos, pode aproveitar para visitar o Parque Temático Mamíferos Aquáticos (conhecido também como Centro do Peixe-Boi), um projeto ambiental que visa pesquisar e preservar essa espécie em extinção. O parque possui três oceanários onde os animais – filhotes e adultos vítimas de encalhes – são tratados e preparados para voltar ao habitat natural.

O centro possui também uma sala de cinema na forma do peixe-boi com projeções de documentários sobre a história do animal, um museu com réplicas e murais que dão detalhes sobre esse e outros mamíferos marinhos e um esqueleto de uma baleia cachalope, que encalhou na praia de Boa Viagem, em Recife, em 2007, exposto ao ar livre.

A Ilha de Itamaracá também é conhecida como a "capital da Ciranda", por ser a terra natal de uma das cirandeiras mais conhecidas do país e também a principal divulgadora da dança e do gênero musical, Lia de Itamaracá, que até hoje promove na praia de Jaguaribe Coco de Roda e Ciranda nas noites de sábado. Em homenagem à pesca, os participantes da ciranda formam uma roda e fazem movimentos para frente e para trás, imitando o vai e vem das ondas do mar.

Por Débora Costa e Silva

SERVIÇOS:

Coroa do Avião
Praia do Forte, Ilha de Itamaracá
Associação dos Jangadeiros: (81) 3544-1622
Os passeios são realizados todos os dias, mas é recomendado agendar com pelo menos dois dias de antecedência.

Forte Orange
Final da Estrada do Forte, km 5 (Praia do Forte)
Tel: (81) 3544-1646

Parque Temático Mamíferos Aquáticos
Final da Estr. do Forte, km 5 (Praia do Forte)
Tel: (81) 3544-1056
De terça a domingo, das 9h às 16h. Entrada paga.


* A jornalista viajou à convite da Fundação CTI Nordeste e a Secretaria de Turismo de Pernambuco

Atualizações

Traduzir