Morre aos 62 anos deputado estadual Manoel Santos

O parlamentar estava internado em São Paulo para o tratamento de um câncer de esôfago

Morreu, na manhã deste domingo, o deputado estadual Manoel Santos (PT). Aos 62 anos, o parlamentar estava internado em São Paulo para o tratamento de um câncer de esôfago, diagnosticado em 2014. De acordo com a deputada Teresa Leitão, presidente do PT estadual, Manoel que realizava quimioterapia, recuperava-se de uma cirurgia e, na madrugada, sofreu uma complicação no estado de saúde. 

"É uma perda muito grande. Manoel era uma liderança do movimento dos trabalhadores rurais e se expandiu para todos os movimentos dos trabalhadores, foi presidente da Contag, dirigente partidário muito respeitado, estava no segundo mandado de deputado e fazia mandato muito bom. Me sinto bastante triste. É uma perda para a bancada. Ele estava em licença para tratamnento de saúde e a gente acreditava que ele iria se recuperar", declarou Teresa, adiantando que o Partido dos Trabalhadores vai enviar uma nota oficial. Segundo ela, a família ainda está muito abalada e não há informações sobre velório ou sepultamento.

Diversas personalidades e políticos divulgaram notas de pesar. Confira:

“Quero apresentar minhas condolências e a minha solidariedade cristã aos familiares e amigos de Manoel dos Santos. De origem humilde, Manoel foi um corajoso e ativo defensor dos camponeses e dos trabalhadores rurais, primeiro como sindicalista, na Fetape e na Contag, e, depois, como deputado estadual. Sua história de vida é um exemplo para todos nós”.Governador Paulo Câmara

Foi com imensa tristeza que recebi a notícia da morte do deputado estadual Manoel Santos. Mané, como costumava chamar, além de um amigo e companheiro de lutas sempre foi um exemplo. Ao longo de sua trajetória política, não foram poucas as vezes que vi Mané colocar em risco a sua própria vida para defender os trabalhadores rurais. Manoel era negro, agricultor e começou a trabalhar cedo no campo. Dedicou a sua vida a defender aqueles que como ele enfrentaram as dificuldades para viver da agricultura familiar no País. O deputado foi um dos fundadores da CUT e do PT no Estado e foi um dos primeiros representantes dos trabalhadores rurais a conseguir um mandato na Assembleia Legislativa, onde sempre teve uma atuação de destaque, sabendo cobrar quando necessário, mas também negociar e defender aquilo que é importante.Manoel deixará uma lacuna na política e uma grande saudade. Humberto Costa, o líder do PT no Senado

Foi com profundo pesar que recebi a notícia do falecimento do deputado Manoel Santos. Manoel foi um homem de lutas, que sempre se dedicou intensamente às causas que abraçou e que construiu uma trajetória marcante ao longo de sua vida, com passagem por entidades históricas como a Fetape, a Contag e a CUT.
Nos últimos meses, também enfrentou com rara coragem a doença que o acometeu. Quero, portanto, neste momento, levar meu abraço de solidariedade a toda a sua família por essa grande perda. Armando Monteiro. ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior

Foi com tristeza que a Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco recebeu a notícia do falecimento do deputado estadual Manoel Santos. Manoel deixa para os companheiros da Assembleia Legislativa um exemplo de dedicação e seriedade na vida pública. Com uma história construída ao lado dos trabalhadores rurais do Estado, ele sempre colocou o seu mandato parlamentar à serviço das melhores causas de Pernambuco, em especial à luta dos pequenos agricultores, dos homens e mulheres do campo.Fica para os seus amigos e familiares o exemplo de um homem íntegro, combativo, e que nunca se afastou de seus princípios.Queremos neste momento expressar o nosso pesar por esta perda inestimável.Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco

"Manoel, assim como eu, iniciou sua trajetória política no movimento sindical e as nossas entidades - Fetape e Sintepe - sempre foram muito unidas e fundamentais na construção da Central Única dos Trabalhadores (CUT). O PT perde um grande dirigente, os trabalhadores perdem um grande líder, a Alepe perde um excelente deputado e eu perco um companheiro de luta, que sempre nos deu orgulho e confiança. Pernambuco, de luto, agradece e referencia a sua trajetória". Teresa Leitão, deputada estadual e predidenta do PT de Pernambuco.

No perfil parlamentar, no site da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Manoel enfatizava sua raça negra e origem de trabalhador rural. Confira o texto na íntegra: 

Manoel José dos Santos nasceu no dia sete de abril de 1952, na cidade de Serra Talhada, no Sertão pernambucano. Negro e agricultor familiar, começou a trabalhar na roça aos seis anos de idade, ingressou no movimento sindical aos vinte anos e possui como grau de instrução, o ensino fundamental. Era casado e tinha quatro filhos.

Iniciou o seu trabalho nos movimentos sociais como Agente Pastoral da Ação Católica Rural (ACR), entre 1973 e 1978. Nessa época, filiou-se ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Serra Talhada (SRT). Já integrante ao movimento sindical, elegeu-se primeiro suplente do (STR) e, em seguida, assumiu a função de tesoureiro e, logo após, em 1981, chegou à presidência do órgão. Em 1990, ocupa o cargo de Secretário Geral da Federação dos Trabalhadores da Agricultura do Estado de Pernambuco (FETAPE) e, entre 1993 e 1998 foi eleito ao cargo de presidente da entidade. Em seguida, no período entre 1998 e 2009, ocupa a presidência da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura - CONTAG, que é a maior confederação de trabalhadores rurais da América Latina e uma das maiores do mundo.

Foi o primeiro secretário rural da Central Única dos Trabalhadores - CUT e dirigente-fundador do Partido dos Trabalhadores - PT no Estado de Pernambuco.

Envolvido com o PT, se destaca como um companheiro atuante junto às diversas lideranças do partido, sendo então convidado no ano de 2002, para contribuir com o Plano de Governo e ajudar o processo de transição. Como resultado das negociações, pode citar o Programa de Alimentação Escolar - PAA, o aumento dos recursos destinados à Assistência Técnica e ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar - PRONAF.

Eleito deputado estadual pelo Partido dos Trabalhadores - PT conquistou 42.347 votos com expressivo apoio das organizações dos trabalhadores e trabalhadoras rurais de Pernambuco. Manoel Santos pretende priorizar, no seu mandato, a defesa de um projeto de desenvolvimento rural e urbano sustentável e solidário para o Estado.

Além disso, tem o compromisso com o fortalecimento da agricultura familiar, com a agroecologia, com a reforma agrária e com a defesa dos direitos das comunidades quilombolas, indígenas e tradicionais. Na Assembleia, era líder da bancada do Partido dos Trabalhadores - PT, e titular das Comissões de Agricultura, Pecuária e Política Rural e de Saúde e Assistência Social. Além de suplência em Cidadania e Direitos Humanos e Redação Final.




Fonte:DP
Foto:Divulgação/ Alepe

Atualizações

Traduzir