Quebra de sigilo: Lava-Jato aponta que Dirceu faturou R$ 29 milhões com consultorias

Justiça determinou quebra de sigilo do inquérito que investiga o ex-ministro da Casa Civil

Foto: Diego Vara

A Justiça quebrou, nesta terça-feira, o sigilo do inquérito que investiga o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu na Operação Lava-Jato. Com isso, foi revelado que a consultoria de Dirceu faturou R$ 29,2 milhões com a prestação de serviços durante nove anos para mais de 50 empresas.

Segundo o jornal O Globo, a suspeita é que a JD Assessoria de Consultoria tenha prestado serviços de consultoria e que os recibos sejam uma fachada para encobrir dinheiro desviado da Petrobras

Desde janeiro, o juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava-Jato, quebrou o sigilo bancário e telefônico da empresa de Dirceu. A decisão foi tomada após a investigação ter apontado que as empreiteiras suspeitas de fraude terem pago R$ 3,7 milhões, entre 2006 e 2012, para a JD.

O ex-ministro e a JD são investigados por lavagem de dinheiro, ocultação de bens e corrupção.

Polícia Federal encontra cômodo secreto na casa de lobista



Fonte:Zero Hora

Atualizações

Traduzir