Jardim Botânico recebe mais de 40 espécies de plantas ameaçadas de extinção

Com novo acordo, o JBR abrigará as plantas resgatadas de várias barragens do Estado Foto: Reprodução

O Jardim Botânico do Recife (JBR) é o novo lar de mais de 40 tipos de plantas raras e ameaças de extinção. Trata-se de bromélias e orquídeas provenientes de áreas prestes a serem alagadas com a construção de barragens no Estado. Agora, elas vão integrar as coleções científicas do equipamento e serão alvo de projetos para reprodução e preservação do patrimônio genético da Mata Atlântica. A iniciativa faz parte de um acordo de cooperação que será firmado entre a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade e o Itep, nesta quinta-feira (8), às 10h, no JBR.

Plantas - Jardim Botânico do Recife Crédito: Divulgação/PCR

Esses exemplares compõem apenas a primeira leva da parceria. No parque, eles serão acondicionados, passarão por um período de cultivo, reprodução e clonagem. Ou seja, quando estiverem bem adaptados, seus brotos darão sequência a novas plantas, que serão reintroduzidas na mata. Pelo acordo, o equipamento abrigará as plantas resgatadas nas barragens de Gatos (Lagoa dos Gatos); Panelas II (Cupira); Serra Azul (Palmares); e Igarapeba (São Benedito do Sul), que integram a Bacia do Rio Una. Também acolherá os vegetais vindos de Barra de Guabiraba (cidade de mesmo nome), que pertence à Bacia do Rio Sirinhaém.



Fonte: NE10

Atualizações

Traduzir