Oposição quer nova CPI da Petrobras e diz que chamará Venina

Líderes de PSDB, DEM e PPS na Câmara dos Deputados começaram a coletar assinaturas para tentar abrir uma nova CPI da Petrobras, em 2015.

A ideia é incluir os políticos denunciados em delações premiadas, como a do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa.

As bancadas de oposição pretendem que a ex-gerente da Petrobras Venina Velosa da Fonseca - que era subordinada a Costa - seja uma das primeiras testemunhas a depor nessa nova CPI.

Por e-mails, Venina relatou à diretoria da Petrobras contratações se, licitações de firmas ligadas a políticos do PT com influência na estatal. Ao "Fantástico", da TV Globo, Venina disse que avisou Graça Foster pessoalmente das irregularidades. "Eu estive com a presidente pessoalmente quando ela era diretora da área de Gás e Energia. Naquele momento, nós discutimos o assunto", contou.

A presidente Dilma Rousseff afirmou ontem que manterá Graça Foster na Presidência da Petrobras. "Eu sei da lisura da Graça. A Graça assumiu a direção da Petrobras e mudou toda a diretoria. Abriu todas as investigações que estão em curso", falou Dilma.

Ela acrescentou não poder punir quem não teria "nenhum indício" de irregularidade.


Fonte: D. Jornal

Atualizações

Traduzir