Chega de se preocupar com a montanha de pratos sujos! Designers belgas criaram a louça comestível

Um casal de designers belgas criou uma nova gama de embalagens de alimentos comestíveis que são ecologicamente corretos.

O mais importante é que eles dizem que os objetos “apetitosos” podem salvar as pessoas da miséria, contribuindo com a alimentação.

Os jovens empresários - Helene Hoyois e Thibaut Gilquin - tiveram a ideia depois de uma festa em casa. De madrugada, perceberam que existia uma montanha de pratos sujos na pia aguardando alguém ter coragem de lavá-la. Instintivamente, Thibaut virou-se para Helene e perguntou: "E se nós comêssemos os pratos?”.


Quando falou a frase, era só uma brincadeira, mas a dupla logo começou a encarar a diversão com seriedade. Depois de algumas tentativas, eles finalmente conseguiram chegar a um conceito viável - recipientes feitos de uma combinação de fécula de batata, água e óleo. O material é resistente o suficiente para manter todos os tipos de alimentos e molhos, mas também é facilmente digerível.

Helene explicou que, embora eles tenham conseguido criar um projeto único, eles ainda têm muito trabalho a fazer. "Nós criamos algo que não existe, mas temos de avançar mais rápido do que a concorrência para inovar o tempo todo com novos produtos", disse ela.

Por enquanto eles fizeram apenas recipientes básicos de alimentos, mas eles planejam lançar no mercado uma linha completa com copos, talheres e taças. 

Eles também querem fazer outros objetos comestíveis - como um calendário que pode ser saboreado a cada dia.


"Estamos também desenvolvendo estratégias de comunicação, como folhetos de entrega de supermercado para atrair as pessoas e divulgar o projeto", disse Helene. E eles querem expandir seus produtos para outros países, como Espanha, França e Suíça.

"Nós não trabalhamos, fazemos algo que amamos", acrescentou Thibaut. "Queremos lançar novos produtos, porque é muito gratificante", finalizou.



Fonte: JC/L'Avenir
Foto: Divulgação

Atualizações

Traduzir