Cavalo usado em passeios de zoológico morre na frente de visitantes após excesso de trabalho


O incidente perturbador ocorreu na frente das crianças e provocou indignação em redes sociais chinesas. A instituição recebeu severas críticas e denúncias de que o animal estava extremamente magro e teria morrido por excesso de trabalho e negligência dos profissionais do local.

Enfrentando críticas maciças, o zoológico emitiu nota afirmando que o cavalo morreu de um ataque cardíaco, não de desnutrição ou exaustão.


Segundo alguns jornais chineses, o cavalo caiu morto enquanto puxava um carrinho pesado ocupado por quatro turistas pela décima segunda vez naquele dia.

As fotos foram tiradas pela turista Shi Lin, que disse: "Eu estava visitando o parque e foi a primeira coisa que eu vi. O cavalo caiu no chão e morreu após trabalhar puxando a carroça”.

Ela prossegue: "Seus olhos e boca estavam bem abertos e ele pareceu estar muito magro e desnutrido. Isso aconteceu quando ele estava tentando subir a encosta, um lugar íngreme, mas ele não resistiu puxar os passageiros”.


Os preços para os passeios a cavalo e carruagem populares são dobrados durante feriados e os cavalos são forçados a trabalhar mais para atender a demanda.

O gestor do parque se eximiu de qualquer responsabilidade, dizendo que uma empresa contratada é quem cuida do bem-estar dos cavalos e da saúde de cada um. Apesar da afirmação, a direção do zoológico não forneceu nenhuma cópia à imprensa sobre o suposto serviço contratado.

Outro funcionário tentou defender o zoológico, afirmando que cavalos são como humanos, e podem ter ataques cardíacos e trombose, não ultrapassando a média de 20 anos de idade.




Fonte: J. Ciência





Atualizações

Traduzir