Osman Lins é tema do Leituras Cruzadas III

Foto: Adalberto Rodrigues

Os 90 anos de nascimento do escritor pernambucano Osman Lins é o mote para a realização, neste final de semana, no Recife, do projeto “Leituras Cruzadas III: Lendo Osman Lins”. O evento, que acontece de sexta (18) a domingo (20), no Teatro Hermilo Borba Filho, pretende promover o diálogo entre diversas linguagens artísticas para fazer uma releitura da obra osmaniana. Na programação, totalmente gratuita, palestras, leitura dramática, ensaio aberto de espetáculo, exibição de vídeos e debates com o público.

A abertura do evento acontece nesta sexta-feira (18), às 19h, com a presença da secretária de Cultura do Recife, Leda Alves, e da filha mais nova de Osman, Ângela Lins. As duas compartilharão com o público momentos significativos da vida e da obra do autor pernambucano. A mediação será do professor Fábio Andrade (UFPE).

No segundo dia (19), a partir das 18h, os componentes do Teatro Dubando, realizadores do Leituras Cruzadas, apresentam o ensaio para o espetáculo “Perdidos e Achados”, narrativa do livro, “Nove, Novena” (1966). Dirigido por Alexsandro Souto Maior e com a participação do ator convidado Tatto Medinni, o ensaio ilustrará a mesa que será composta por Robson Teles (professor de Literatura da Unicap e dramaturgo) e Luiz Carlos Vasconcelos (ator e diretor paraibano, atualmente na novela global Geração Brasil). Enquanto Robson fala das narrativas osmanianas da obra que possuem aspectos do gênero dramático, Luiz Carlos vai abordar sua experiência ao montar a narrativa “Retábulo”, dirigindo o elogiado Grupo Piollin (PB).

No domingo (20), a Companhia Fiandeiros de Teatro fará a leitura dramática de “Mistério das Figuras de Barro”, sob direção de André Filho, a partir das 16h. Em seguida, o teatro da palavra de Osman Lins será defendido pela jornalista e crítica teatral Ivana Moura. Neste dia, o evento conta ainda com o Cine Osman, onde será exibido o curta metragem “A Partida”, de Sandra Ribeiro, seguido de um bate papo com a diretora sobre a sua experiência em filmar a obra osmaniana e, com o jornalista Adriano Portela que fará uma analise do percurso da obra de Osman na cinematografia. Para fechar o evento, os professores Rosana Teles (IFPE), Lourival Holanda (UFPE) e o pesquisador Arnoldo Guimarães comporão a mesa “Cruzando Leituras”, acerca do universo melódico e poético de Osman Lins.

“O Leituras Cruzadas busca divulgar uma obra que permeia o universo popular, mas que encontra abrigo no universo erudito. Esta é a oportunidade de difundirmos visões acerca de um autor singular e versátil”, diz o coordenador do evento, Alexsandro Souto Maior.

OSMAN LINS

O pernambucano Osman Lins, falecido em 1978, teria completado 90 anos no último dia 5 de julho. Nascido em 1924, em Vitória de Santo Antão, o escritor é o autor da peça “Lisbela e o Prisioneiro” (escrita em 1964 e que virou espetáculo, especial de TV e filme pelas mãos de Guel Arraes), mas que também escreveu contos, romances e crônicas. Osman também escreveu a peça “Santa, Automóvel e Soldado”, em 1975. No campo da literatura, “Avalorara” (romance de 1973) é sua obra de maior destaque. O autor criou um palíndromo, uma espécie de manual para se fazer a leitura da narrativa, dentro de uma espiral a partir dos quais vão sendo desenvolvidos todos os capítulos do livro.


SERVIÇO:
Leituras Cruzadas III: Lendo Osman Lins
No Teatro Hermilo Borba Filho (Av. Cais do Apolo, s/n, Bairro do Recife. Tel: 3355.3321 e 3355.3319).
Entrada gratuita

Dia 18 de julho (sexta)
Percursos da História
19h – Abertura
19h30 – Palestra com Ângela Lins e Leda Alves. Debatedor: Fábio Andrade. Debate aberto ao público ao final

Dia 19 de julho (sábado)
Osman Lins em Cena
18h – Ensaio aberto do espetáculo “Perdidos e Achados” (peça inspirada em narrativa homônima de Osman Lins), com o Teatro Dubando e participação especial do ator Tatto Medinni
19h20 – Palestra com Luiz Carlos Vasconcelos (PB) e Robson Teles. Debate aberto ao público ao final

Dia 20 de julho (domingo)
16h – Leitura dramática da peça “Mistério das Figuras de Barro”, de Osman Lins, pela Companhia Fiandeiros de Teatro. Direção: André Filho
16h30 – Palestra “O Teatro da Palavra de Osman Lins”, com Ivana Moura
17h10 – Exibição do curta metragem “A Partida”, de Osman Lins, direção de Sandra Ribeiro, além de “Os Gestos”, ambos inspirados em obras de Osman Lins
17h50 – Palestra com Sandra Ribeiro e Adriano Portela
19h – Palestra com Arnoldo Guimarães e Rosana Teles. Debatedor: Lourival Holanda. Debate aberto ao público ao final


Fonte: ASCOM

Atualizações

Traduzir