Não teve acordo para acabar a greve dos bancos

Mesmo depois de uma manhã e uma tarde de negociações, a greve dos bancários ainda não teve seu ponto final. A Fenaban, sindicato patronal, manteve na mesa uma proposta de reajuste de 7,1%, que significa aumento real de 1,03% sobre a inflação, que registrou 6,07% pelo INPC no período.

Os bancários não aceitaram, pois querem reajuste de 11,93%, com aumento real de 5% sobre a inflação, além de participação nos lucros e resultado (PLR) de três salários mais R$ 5.553,15 e piso de R$ 2.860. Atualmente, o salário médio dos bancários no Brasil é de R$ 4.740, e o piso salarial é R$ 1.519. De acordo com a Fenaban, os caixas de bancos estariam recebendo PLR entre 3,5 e 4 salários adicionais.

Fonte: Folha-Pe.

Atualizações

Traduzir