Jovem detido é levado ao Cotel após noite tensa na Boa Vista

O aluno do curso de história da Universidade Federal de Pernambuco, Bruno Soares, 19, foi encaminhado para o Cotel na manhã de ontem. Ele foi um dos 16 jovens detidos após o protesto que aconteceu anteontem, nas ruas do Centro e do bairro da Boa Vista.
Bruno foi o único que não pagou a fiança e, junto com os outros detidos, é suspeito de depredação do patrimônio público e desacato às autoridades. Oito pessoas pagaram a fiança de um salário mínimo e sete foram liberados com um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).
Segundo entrevista concedida ao portal G1, Bruno afirma que estava segurando uma bandeira no momento da prisão. "Eu vi quando atiraram pedras no posto do VEM e saí correndo. A polícia veio atrás e nos prendeu. Eu não tinha como jogar pedra porque estava segurando uma bandeira na mão. Também não encontraram nada comigo além da bandeira", afirmou. O jovem será acompanhado por um advogado voluntário e deve responder também por aliciamento de menor.
Bruno pode pegar uma pena de até 7 anos e 6 meses de prisão. O ato começou tranquilo mas, durante à noite, ocorreu depredação no posto do VEM, pichações e barricadas com queimas de sacos de lixo. Segundo o coronel João Neto, a PM avalia como suficiente o efetivo de 400 policiais e afirma que, em linhas gerais, o protesto foi tranquilo, havendo apenas o registro de violência quando ocorreram as depredações.

Fonte: Destak Jornal

Atualizações

Traduzir