Tatá Werneck foi descartada pelo Pânico e taxada de “sem gracinha” no início da carreira


 A atriz comediante é sucesso incontestável nas telinhas da Rede Globo, Tatá Werneck se tornou sinônimo de audiência. Diariamente em “Amor à Vida” como a periguete Valdirene, a humorista conseguiu mostrar seu talento ao Brasil. Porém, a trajetória não foi fácil. O programa “Pânico”, por exemplo, descartou a morena de seu elenco.

De acordo com o humorista Paulinho Serra, que trabalhou com Tatá na MTV, o diretor do “Pânico” não quis trabalhar com a atriz no início de sua carreira. “Achou que ela era sem gracinha”, contou durante o programa “Morning Show”, da RedeTV!, nesta quarta-feira (14).

Vale destacar que atualmente a TV Globo usa e abusa da imagem de Tatá. No “Vídeo Show”, por exemplo, a comediante está presente constantemente, seja em externas, entrevistas ou bastidores de cenas. No programa “Caldeirão do Huck”, a atriz também conquistou o público ao fazer algumas matérias como repórter.

MSN Brasil

Atualizações

Traduzir