Sindicato quer investigar cansaço de piloto no voo

O diretor de comunicação do Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), Diego Schilling, disse que as condições físicas do piloto Marcos Martins durante o voo que matou sete pessoas, incluindo o candidato à presidência Eduardo Campos (PSB), devem ser investigadas pela Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes.

"É difícil dizer os motivos do acidente. Por hora, qualquer tentativa é mera especulação. Mas o Cenipa precisa investigar essa possibilidade porque a fadiga pode sim ser um dos fatores do acidente. Em período eleitoral, o ritmo de trabalho e as escalas de voo aumentam muito", afirma, por telefone, ao .

Cinco dias antes do acidente em Santos, litoral paulista, Marcos Martins havia dado sinais de esgotamento nas redes sociais. "Cansadaço, voar, voar e voar. E amanhã tem mais", publicou Martins, diretamente de Recife.

"A nossa lei de aviação é de 1984 e já está defasada. Ela impõe uma carga horária de 11 horas de trabalho para 12 horas de descanso. Já existe um projeto no Senado desde 2011 pedindo que a carga horária seja diminuída, e a segurança dos voos, aumentada", conta Schilling, que afirma ainda que 20% dos acidentes aéreos são causados por cansaço do piloto.



Fonte: D. Jornal

Atualizações

Traduzir