Bolsonaro elogia Israel e pede desculpas por posicionamento do Brasil

Deputado Jair Bolsonaro pede desculpas a Israel pelo repúdio do governo brasileiro ao massacre sofrido pela população de Gaza. Morreram, até agora, mais de mil civis e outros 8 mil encontram-se feridos


O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), defensor histérico do golpe de 1964, da ditadura militar e das torturas no Brasil, enviou uma carta à embaixada de Israel. Nela, expressa total apoio ao massacre promovido pelo exército sionista em Gaza – que já causou mais de 1.400 mortes, incluindo crianças, idosos e mulheres.

O parlamentar também aproveita para expor seu ódio contra a presidente Dilma Rousseff, acusando-a de subversiva, assaltante e outros adjetivos, e para atacar a nota do Itamaraty, que criticou o “uso desproporcional” de força contra os palestinos. E conclui pedindo “desculpas ao povo israelenses pela destrambelhada, inoportuna, hipócrita e covarde manifestação do governo brasileiro”.

O deputado assegura que “a maioria dos brasileiros dotados de cultura, dignidade e bom senso está com o povo de Israel e contra o terrorismo, sempre ao lado da democracia, da liberdade e do respeito aos verdadeiros direitos humanos”. Bolsonaro termina o documento pedindo desculpas pela “destrambelhada, inoportuna, hipócrita e covarde manifestação do governo brasileiro”.

Confira a nota na íntegra:









Fonte: P. Político

Atualizações

Traduzir